Notícias

27/09/2017 12:58

Servidor público é preso suspeito de estuprar adolescente

Adolescente voltava da escola, quando foi agarrada pelo suspeito. Homem confirmou o crime, alegando que queria apenas beijar a jovem.

 

Um trabalhador do serviço público estadual foi preso pela Polícia Militar, nesta terça-feira (26), depois de agarrar uma estudante de 16 anos, na rua, e apalpar as partes íntimas dela em Porto Velho. O suspeito tem 45 anos e vai responder na Justiça por estupro.

Conforme registro policial, a jovem disse à PM que retornava da escola, quando na esquina da Rua Venezuela com Avenida Sete de Setembro, no bairro Nova Porto Velho, foi atacada pelo suspeito.

O abusador confirmou o crime, alegando que queria apenas beijar a jovem. Preso, ele foi encaminhado à Central de Polícia e autuado por estupro a adolescente.

Segundo registro de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 11h desta terça. O suspeito se aproximou bruscamente da vítima e passou a mão nas partes íntimas dela. A menina reagiu instintivamente, afastando a mão do suspeito, e correu em busca de ajuda.

O cunhado da adolescente conseguiu deter o abusador e o entregou à PM. Quando os militares chegaram ao local, de acordo com boletim de ocorrência, encontraram a vítima chorando em desespero, com braços vermelhos devido o ataque.

O suspeito estava sem camisa e dizia que realmente agarrou a moça.

Esse tipo de crime não é raro, segundo a Polícia Civil, dentre inúmeros crimes apurados na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA). Os mais graves são os crimes sexuais.

Segundo dados da especializada, a maioria dos crimes é praticada no ambiente familiar, tendo como agentes parentes próximos, amigos dos pais e até mesmo os pais ou padrastos das vítimas.

‘São crimes de difícil elucidação, visto que são praticados, notadamente, longe de testemunhas que possam corroborar posteriormente as versões apresentadas na unidade especializada’, disse a delegacia, por e-mail, à Rede Amazônica.

Ainda segundo a delegacia, em 2016 foram instaurados 116 inquéritos de estupro a crianças e adolescentes.

Até junho deste ano já foram 59 inquéritos instaurados. Mais de 80% desses inquéritos tem vítimas menores de 14 (catorze) anos. Mais de 95% tem autoria definida, redundando em êxito na condenação dos suspeitos.

 

Fonte: Por G1 RO


© 2003 -2017  Direitos reservados  Jipafest.com                                                                           

E-mail

Contato

 (69)-9-9293-2598 

 

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo